202010.26
Off
0

#AmigosDaRosso: Caí em um golpe, mas a Rosso me ajudou! – Conheça a história de D.F.*

Como já comentamos, entre os nossos clientes sempre há histórias interessantes, tanto de experiências vividas quanto de grandes planos de vida — e, obviamente, nós amamos ouvi-las. 

O relacionamento entre a Rosso Passaporto e esses italo-brasiliani fica tão próximo durante o processo de cidadania italiana que muitos, além de clientes, se tornam amigos de trajetória.

Mas infelizmente, nem sempre temos histórias felizes. Hoje contaremos a trajetória do nosso amigo e cliente D.F. que teve um caminho extremamente difícil até encontrar a Rosso Passaporto. 


A saga de D.F. em busca do reconhecimento da cidadania italiana foi um pouco árdua e difícil. Após 2 tentativas (sem sucesso) em reunir todos os documentos de sua família, o catarinense havia deixado a ideia de se tornar italiano um pouco de lado, quando apareceu uma luz no fim do túnel: Um parente distante, com a sua mesma linhagem, tinha já obtido o reconhecimento e possuía todos os documentos dos antepassados. Era justamente o lhe que faltava!


Com os documentos em mãos, D.F. buscou uma empresa que o auxiliaria no processo. Por meio de uma pesquisa rápida na internet, ele falou com algumas empresas e encontrou um “assessor” que prometeu não apenas um preço muito inferior ao do mercado, mas também condições atrativas e diversos benefícios.


D.F. então decidiu dar continuidade ao seu sonho em Maio de 2019, com o “assessor” e sua secretária que também auxiliou na negociação. 


Através de conversas e ligações, D.F. planejou a sua viagem e, em agosto de 2019, chegou na Itália. O que ele não sabia era que, uma vez na Itália, todo o combinado seria diferente:  


Já no primeiro dia veio o susto inicial: O “aluguel incluso” simplesmente não era verdade, e D.F. teria que pagar os meses de aluguel, algo que inicialmente foi oferecido como um serviço incluso no preço da assessoria. No final, D.F. pagou e arcou com as despesas, mesmo que não previstas.


Não muito tempo depois, outras divergências começaram a aparecer: Contrato de residência feito de modo incorreto, tradução e apostila dos documentos que D.F. nunca chegou a ver, sem contar o descaso em certos momentos onde ele solicitava informações sobre o andamento do seu processo e era ignorado.


Em novembro do mesmo ano, o catarinense decidiu cobrar a empresa de modo mais ativo e foi quando descobriu um problema gravíssimo — o “assessor” afirmava que a solicitação do reconhecimento da cidadania estava sob tramitação do Comune, porém, por já estar desconfiado e frustrado em vários aspectos, D.F. decidiu ir até o Comune para perguntar sobre o status do seu processo, foi quando descobriu que não existia nenhum requerimento de cidadania em seu nome. 


Mesmo assim D.F. persistiu, tentando entrar em contato com o “assessor” de todas as formas, pois por ter investido uma quantidade grande de dinheiro na suposta empresa, ele ainda tinha esperanças de que tudo se tratava de um grande equívoco da parte do “profissional”.


Em janeiro de 2020, após 5 meses sem um retorno concreto, D.F. finalmente percebeu tinha caído em um golpe. Um prejuízo não só financeiro, mas também psicológico — que foi aliviado com o auxílio de colegas e outras pessoas que foram tocadas pela história.


Dessa vez, ele fez questão de pesquisar muito bem quem poderia ajudá-lo. Não só pela internet, mas também por meio de recomendações de pessoas de confiança. Foi quando decidiu entrar em contato com a Rosso Passaporto.


D.F. teria que reiniciar todo seu processo do 0, inclusive providenciar novamente os documentos Brasileiros, já que seu antigo “assessor” sumiu levando toda a sua pasta. Além da frustração e mudança de planos, D.F. teve o prejuízo de mais de 5 mil euros. 


Com o nosso auxílio, o processo deste cliente foi refeito, desta vez de modo correto. Uma concretização que só foi possível pois mesmo com todos os desafios e problemas que surgiram, ele se dispôs a tentar novamente. 

“Pesquisem MUITO BEM antes de fechar negócio. Eu fui negligente ao deixar de pesquisar pois creio que a vontade de alcançar o meu sonho me cegou naquele momento, e quase se tornou um pesadelo. 

Leia e veja o que dizem da empresa, converse com ex-clientes, certifiquem-se que a empresa possui todas as licenças necessárias para trabalhar no Setor, assim como eu fiz após cair no golpe. Decidi buscar ajuda, pedi indicações e encontrei a Rosso Passaporto!”


Essa é a história do D.F. Um relato triste porém com final feliz, e nós somos imensamente gratos por ter tido a oportunidade de ajudá-lo em um momento tão delicado de sua vida. 


Nós da Rosso Passaporto sempre reforçamos o quão importante é contratar uma empresa que trabalhe de modo legal e transparente, que respeite as leis existentes e não coloque em risco o seu sonho. 


Se você quer saber sobre quais detalhes se atentar antes de contratar uma assessoria, dê uma olhadinha em outro artigo que fizemos clicando aqui.


Se está passando por um problema similar, saiba que podemos te auxiliar. Entre em contato conosco em info@rossopassaporto.com


*O nome do cliente foi abreviado para a preservação da sua identidade.