202002.07
Off
0

Guia de trânsito: Como se locomover em Ragusa 🚗 🚌 🚈✈

A pé ou com carro…O que é melhor? Se você está se preparando para vir até a Itália e já pensa neste quesito (locomoção), esse artigo é pra você!

Primeiro de tudo, a primeira coisa que você deve ter em mente é: a experiência de um motorista é diferente da experiência de um pedestre… isso em todos os sentidos: de conhecer a cidade, da percepção de lugares, e até de movimento no sentido físico e mental: a pé você também consegue se exercitar e ‘espairecer’ um pouco a cabeça, porém, um carro proporciona uma vida mais cômoda.

Seja você um pedestre ou um motorista, anote por aí as nossas dicas de trânsito:

Caso pretenda passar sua estadia por aqui SEM carro, saiba que:

— Da estação de Ragusa partem ônibus (com horários certos) para os mais variados destinos: para a cidade vizinha, Catânia (Incluindo aeroportos), Palermo, Roma, Veneza e outros….. Não será o meio de transporte mais veloz do mundo, mas atenderá a demanda necessária. Aqui lembramos que: apesar de serem agendados, os horários dos ônibus podem sofrer alterações em 10 minutos, tanto para mais quanto para menos.

Além também dos circulares, que levam de um ponto a outro dentro da cidade de Ragusa. Isso significa que você pode ir para o shopping, curtir uma praia, e sempre terá ônibus. O preço dos circulares custa em média 2/3 euros para comprar o ticket valido por todo o dia.

— Traga seu tênis e esteja aberto para fazer caminhadas… Assim, você aproveita para curtir essa vista linda do entorno e conhecer mais detalhes desse lugar.

— Apesar da cidade ser ‘grande’ existem diversas escadarias, e vielas que os carros não passam, viabilizando assim os caminhos para um pedestre.

— Aqui na Sicília é possível se locomover com trem, porém, diferente da estrutura do norte da Itália, em cidades como Ragusa, o trem faz um trajeto bem limitado com velocidades menores que de um ônibus, por exemplo. Tudo isso porque os trens não são aqueles modernos, considerados trem-bala — alta velocidade.


Caso você queira alugar um carro, ou melhor, una macchina, seguem alguns detalhes que deve se atentar:

— O local mais fácil de retirar o carro é no próprio aeroporto, seja Catânia ou Comiso.

— Aqui, 90% dos carros são manuais. Cambio automático é um tanto quanto ‘raro’.

— NÃO pense que você conseguirá alugar um carro grande SEM fazer o upgrade da locação. Ou seja, dificilmente encontrará carros muito grandes.

— A guia, apesar de ser mão esquerda, como no Brasil, pode exigir um pouco mais de habilidade. Tenham em mente que a Itália arquiteturalmente falando tem uma estrutura pequena, ou seja, TODO o transito funciona dessa forma: carros pequenos, ruas pequenas, vagas para estacionar bem estreitas, rotatórias menores que a padrão brasileiro…..

– Se você vem de grandes cidades, fique tranquilo: o transito daqui é praticamente inexistente, comparado as grandes metrópoles brasileiras.

– Existem algumas sinalizações que podem ser um tanto quanto diferente para quem não está acostumado ou esta dirigindo pela Europa pela primeira vez. As mais diferentes são:

Essa significa que não é permitido parar. Seja para estacionar ou realizar embarque/desembarque.



Sentido proibido. Não entrar!




Essa placa significa que o local é zona de tráfego limitado, ou seja: SEMPRE averigue as condições, pois pode ser que tenha horários e dias específicos que os carros possam transitar.



Já essa, significa que a via tem um limite MÍNIMO, que está indicado na placa.




— Ao estacionar o carro, sempre verifique a cor da faixa que delimita a vaga. Se é de cor azul, isso significa que você, ao estacionar, deve procurar um parquímetro e realizar o pagamento baseado no tanto de minutos e horas que planeja ficar no local. Caso o ticket esteja expirando, sugerimos que faça novamente o pagamento ANTES do horário de vencimento, para se evitar multa.

Se a faixa é branca, ou não há faixa, ou ainda nenhuma placa próxima dizendo sobre a maneira de estacionar, significa que não é necessário realizar o pagamento.

Se a faixa é amarela, significa, em diversos pontos, que não se pode estacionar. Pode significar limitação de manobra para garagens, ponto de parada de ônibus (escolares ou municipais) ou ainda, vaga para deficientes (neste caso é necessário ter uma autorização do comune para estacionar nessa vaga, mesmo que a pessoa seja deficiente).

— Mas, além desse detalhe, existe a possibilidade de encontrar essa placa em locais aparentemente permitidos para estacionar:

Essa placa significa que aquele espaço em frente aquela residência, é de uso exclusivo aos moradores daquela casa, pois pagam taxas junto à prefeitura que os permitem ter ‘exclusividade’ naquela parte da calçada. Isso mesmo!



Uma outra placa um tanto quanto ‘incomum’ para nós brasileiros, é essa:

Ela indica que é obrigatório o uso de correntes nas rodas durante a neve/geada ou a utilização de pneus de inverno. Caso você seja parado sem correntes, estará sujeito a multa e até apreensão do carro.




Mas tudo bem, caso ainda haja algum ‘descuido’ e uma multa apareça, você consegue pagá-la nos correios italianos ou ainda nos famosos ‘tabacchi’, as lojinhas de cigarros e jogos que fazem transações bancarias, muito similar a nossa lotérica no Brasil.

Essas foram nossas dicas para encarar nossa Ragusa sem dores de cabeça. Seja com carro ou sem carro, queremos que você aproveite a sua estadia aqui da forma mais conveniente e cômoda possível.


Rosso Passaporto. Mais que cidadania, uma experiência de vida.