202001.05
Off
0

Itinerário de inverno. Conheça o melhor da Sicília na época mais fria do ano!

Engana-se quem pensa que a nossa Bella Sicília possui somente cenários incríveis de verão. Hoje mostraremos para você que não!

A região possui grandes paisagens invernais que dificilmente você encontrará em outro lugar. Existem algumas cidades que adquirem um charme maior no inverno. Decidimos então elenca-los e sugerir itinerários incomuns da Sicília para se visitar quando está mais frio.

Pegue seu chocolate quente, ou seu cafézinho e embarque nessa!


San Marco d’Alunzio (ME)

Quando está frio e a neve cai, a cidade é envolvida em uma atmosfera mágica. Um lugar onde o tempo parece ter parado, sempre pronto para receber o frio. Deixe-se conquistar pela beleza da paisagem.

Montalbano Elicona (ME)

Existem cerca de cinquenta casas no centro histórico, posicionadas ao longo de um labirinto de ruas estreitas, cada uma com diferentes tamanhos e tipos, recuperadas e restauradas respeitando a atmosfera e a arquitetura, elas contribuem para o charme deste lugar. O território oferece excursões agradáveis para descobrir testemunhos misteriosos de civilizações antigas. Entre estes, estão as formações rochosas de Argimusco com seus megálitos.

Erice (TP)

É um lugar que não precisa de introdução. Esta vila siciliana oferece uma vista romântica e espetacular, com vista para o mar de Trapani e algumas ilhas menores. No inverno, o nevoeiro envolve os edifícios, tornando tudo ainda mais surreal e fascinante.

Gangi (PA)

Famosa pela cor das pedras que ‘estampam’ centenas de casas bem próximas umas das outras. A impressão é de que estamos uma cidade imaginária, uma das que aparecem nas pinturas.

Sambuca di Sicilia (AG)

Esta vila tem várias influencias. Não apenas a da cidade, porque sua história começa no local original de Adranon, fundado pelos gregos de Selinunte, destruído e reconstruído pelos cartagineses. E depois há os árabes, que fundaram Zabut na colina.


Castelmola (ME)

É a acrópole de Taormina e oferece vistas esplêndidas, bom ar e excelente gastronomia. Um pouco de curiosidade: aqui está um bar dedicado ao ‘pênis’. É……isso mesmo!


Sperlinga (EN)

Tudo começou aqui nas cavernas, a partir da pré-história. O muro rochoso com vista para a cidade foi escavado pelo homem para obter abrigos que se tornaram casas ao longo do tempo. Hoje as cavernas têm portas, janelas e até algumas varandas. Atravessando os corredores do castelo construído no arenito, parece voltar a viver na época dos antigos Siculi que se estabeleceram aqui mil anos antes de Cristo.

Savoca (ME)

Para entender o mistério deste lugar, basta olhar para os restos do castelo Pentefur, fundadores da vila, uma comunidade de origem talvez fenícia que se estabeleceu em um tempo desconhecido, na colina que ainda leva seu nome. Tudo aqui é uma história fascinante.


Palazzolo Acreide (SR)

Juntamente com outras sete cidades do Valle di Noto, foi declarado Patrimônio Mundial da UNESCO por sua arquitetura barroca. Após o terremoto de 1693, foram reconstruídos palácios e igrejas, como a Basílica de San Paolo e a igreja de San Sebastiano. Palazzolo não é apenas barroco, porque os traços da história são muitos outros.


Geraci Siculo (PA)

A antiga capital dos Ventimiglias é uma janela sempre aberta para um passado interessante. Olhando de cima, a cidade parece um presépio. A partir daqui, nos dias mais bonitos, você consegue ver até as Ilhas Eolie.


Ah….o inverno! <3

Nós te fizemos você sonhar?

Se sim, compartilhe esse artigo com um amigo, e já programe o seu itinerário.



Se você também está pensando em obter a cidadania italiana, entre em contato conosco para ter mais informações!